POke Bike

POKE BIKE atravessou o Canal

Estivemos na praça de alimentação do Campeonato de Vela de São Sebastião com a Poke Bike.
Levando a iguaria havaiana para um público que curte bem estar, sabor e leveza!

Anúncios

Comitiva do Paraguai

Desejamos bons negócios Ilhabela – Paraguai a todos! Caprichamos na nossa parte do receptivo, proporcionamos uma ótima primeira impressão e esperamos que dê frutos!
Parabéns a todos envolvidos pela iniciativa de nos aproximar dos prósperos irmãos sul americanos.

http://radarlitoral.com.br/noticias/7155/associacao-comercial-de-ilhabela-promove-visita-de-comitiva-do-paraguai-para-conhecer-acoes-no-turismo-e-trocar-experiencias

destaque_1504546523

WhatsApp Image 2017-09-02 at 15.34.11

Chuva de arroz

casa-043Diz a lenda que há centenas de anos, um poderoso mandarim chinês encomendou uma chuva de arroz para jogar em sua filha após a cerimônia de casamento. O arroz sempre foi símbolo da prosperidade, logo foi ganhando o mundo. Ao jogar os grãos nos noivos, os convidados desejam fartura e fertilidade ao novo casal.

Talvez pelo incômodo do arroz ficar preso no cabelo, a tradição da chuva de arroz  com o tempo ganhou alternativas: Bolhas de sabão, pétalas de rosas e até confettis em formato de coração mas o significado de uma benção caindo sob os noivos está mantido.
E você, qual é o seu favorito?

Casamento Shária e Flávio

Cercados de amigos e familiares e muito amor. Assim foi esse lindo casamento.

casa.JPG

A exuberante noiva com sua linda barriguinha e seu amado. Vencedores!!!

casa-018

Muita delicadeza na mesa de doces em tons de rosa super românticos e o serviço de buffet da Marina com muitos sushis e sashimis além dos pratos quentes foram um sucesso de sabor! A equipe Kiosk serviu com graça e eficiência!

casa-030

Um dos  momentos mais emocionantes, as homenagens dos noivos ao avôzinho!
Até a fotografa aqui não conteve as lágrimas pelo amor demonstrado!

casa-040

Muita alegria, musica, dança e rimas fecharam a festa!

casa-043

Felicidades ao lindo casal são os votos de toda equipe Kiosk Marina Porto!

Casamentos na Marina Porto Ilhabela

Casamento Eloisa e ben

http://www.renatodpaula.com.br/2014/03/24/casamento-na-praia-noite/

renatodpaula_casamento_marinaportoilhabela-2.jpg

Foto renato de Paula

*

Casamento Kika e Noah

http://www.murillomedina.com.br/keyword/casamento%20em%20ilhabela/

Captura de tela inteira 28062017 025841.jpg

Foto Murillo Medina

*

Casamento Alê e kiko

http://www.camilakobata.com.br/portfolio/casamentos/103290-casamento-wedding-ale-kiko-ilhabela-camilakobata-diaespecial

Captura de tela inteira 28062017 020055

Foto Camila kobata

*

Casamento Lara e Rafael

http://vestidadenoiva.com/casamento-lara-raphael/

Casamento_Ilhabela_21.jpg

Casamento_Ilhabela_39-560x373.jpg

Fotos: Luciana Cattani e Gabriel Boieras

*

Casamento Luciana e Bruno

https://casamenteiras.casare.me/2011/08/15/casamento-n-marina-porto-ilhabela/

http://vestidadenoiva.com/casamento-luciana-bruno/

1934-560x373.jpg

casamento-marina-porto-ilhabela01.jpg

Fotos: Studio Cappa

*

Casamento Chennyfer e Roberto

http://www.ricardobakker.com.br/portfolio/casamentos/69567-chennyfer-e-roberto-casamento-ilhabela-sp-por-ricardo-bakker-fotografia

http://www.nocera.com.br/2017/05/17/casamento-chennyfer-e-roberto/

casamentoilhabela043.jpg

casamentoilhabela037.jpg

Fotos: Ricardo Bakker

*

 

 

 

Uma aliança eterna

13ae4c5664c2a6cd4360656452431e9b

De ferro, prata, ouro, ou qualquer liga, o anel de noiva surgiu na antiguidade provavelmente um costume hindu usado como um tipo de certificado de propriedade da noiva,  indicando que a mesma não estava mais disponível para outros pretendentes.

Posteriormente romanos e gregos usavam também um anel no matrimônio porém tinha um significado diferente. O homem dava pra sua esposa, como um voto de confiança, um anel com a réplica do anel ou selo pessoal que ele usava em seu polegar com o qual lacrava cartas confidenciais e contratos  costume das classes proprietárias populares.

A partir do século VI a igreja católica adotou a aliança mas então como um símbolo de união e fidelidade, um símbolo da aliança indissolúvel entre os cônjuges. O anel é usado no quarto dedo da mão pois  é onde passa a “vena amoris” uma veia diretamente ligada ao coração, costume seguido até os dias de hoje.

Durante o casamento é usual que crianças inocentes tragam solenemente ao altar as alianças em um pequeno travesseiro. Durante a cerimônia o padre as abençoa e as asperge com água benta, e imediatamente convida o casal para colocadas mutuamente repetindo as palavras de compromisso, lealdade e amor.

É claro que este pequeno cerimonial incluído no sacramento não é obrigatório nem a sua ausência invalidaria um casamento.  Mas em todo o mundo, sob qualquer denominação religiosa ou cultura, casais trocam alianças  usado no dedo anelar da mão esquerda que representa o acordo mútuo do casal. Sempre usar o anel, além de um ato de amor e fidelidade ou o dever conjugal, é  uma boa proteção, pois é dito que uma vez que o casal formado, Deus atribui um anjo especial para  protegê-los como “uma só carne”.